Integrantes dos Projetos RIS3-PE e Brasília 2060 trocam experiências sobre Especializações Inteligentes

ago 18 • Notícias • 1064 Views • Comentários desativados em Integrantes dos Projetos RIS3-PE e Brasília 2060 trocam experiências sobre Especializações Inteligentes

O coordenador da área de Especializações Inteligentes do Projeto Brasília 2060, Neantro Saavedra Rivano, representou a equipe no workshop “Promoção da Articulação entre os Setores Automotivo e Tecnologia da Informação para Inovação em Pernambuco”, realizado no final de julho, em Pernambuco (PE).

Durante o evento, os participantes discutiram a estratégia de inovação do estado de Pernambuco, conheceram o trabalho realizado pelo Projeto de Especializações Inteligentes de Pernambuco (RIS3-PE) e debateram sobre processo de descoberta empreendedora. Além disso, foram discutidas as bases para o carro do futuro, bem como analisadas propostas de cidades inteligentes nos transportes e na mobilidade e a ciência e a indústria no setor automotivo.

Como explica Neantro, “há poucas experiências RIS3* no Brasil, entre elas, as dos Projetos RIS3-PE, em Pernambuco, e do Brasília 2060, na a Área Metropolitana de Brasília [AMB]. Nesse sentido, o evento é importante para a criação de redes de pesquisa para aprimorar a metodologia no contexto de cada uma das regiões, no nosso caso, a AMB”.

* RIS3 – As Estratégias de Pesquisa e Inovação para Especialização Inteligente (em inglês Research and Innovation Strategies for Smart Specialization – RIS3) é um poderoso método que vem sendo utilizado na União Europeia há mais de uma década para fortalecer as regiões e desenvolver setores inovadores específicos da atividade econômica. O método valoriza as vantagens competitivas e o potencial inovador específico da região, estimulando o investimento privado e o envolvimento de atores-chaves da sociedade, permitindo, assim, o direcionamento adequado das políticas públicas e dos investimentos públicos nas prioridades corretamente identificadas.

Ainda que amplamente utilizado na União Europeia, o método é bastante novo no Brasil. O Projeto Brasília 2060 incorporou o método de Especializações Inteligentes para auxiliar a tarefa de identificação de prioridades regionais em relação ao desenvolvimento de setores inovadores que possam servir de motores para o crescimento econômico da AMB.

Post Relacionados

Os comentrios esto fechados.

« »