Reunião técnica do Projeto Brasília 2060 debate situações ambientais de risco na AMB

out 20 • Notícias • 815 Views • Comentários desativados em Reunião técnica do Projeto Brasília 2060 debate situações ambientais de risco na AMB

“Uma das questões mais patentes atualmente é a desorganização de informações que poderiam ajudar a caracterizar um território, no nosso caso, a Área Metropolitana de Brasília [AMB], para a identificação de problemas e soluções. Por isso mesmo, estamos estruturando um Sistema de Informações que possa oferecer suporte às atividades de planejamento, dentro de uma perspectiva territorial”, explicou o professor Paulo Egler, coordenador do Projeto Brasília 2060, no dia 18 de outubro, durante reunião técnica da área de Expansão Urbana e Uso da Terra, no Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).

O evento marca uma série de outras atividades, entre eventos, publicações e debates realizados no contexto do Projeto Brasília 2060, que é realizado pelo IBICT. “O IBICT é uma instituição de pesquisa, de modo que nosso objetivo é conduzir um experimento no que diz respeito às atividades de planejamento e de estruturação de sistemas de informações. Todas as informações produzidas no projeto Brasília 2060 serão disponibilizadas ao público”, esclareceu Paulo Egler.

A reunião técnica da área de Expansão Urbana e Uso da Terra, que contou com a participação de membros da sociedade civil, especialistas e representantes governamentais, foi uma preparação para o workshop da mesma temática, que será realizado em dezembro de 2017. Nesse sentido, como explica Maria de Fátima Tavares, coordenadora da área, para o estudo da AMB foram estabelecidos recortes, de modo que as situações de risco estão sendo estudadas com maior destaque.

“A análise do processo de ocupação territorial é essencial no nosso estudo. Além disso, também estamos pensando em termos de quais resultados o projeto pode gerar para a melhoria ou promoção da qualidade de vida urbana, com estratégias de inclusão de participação social na gestão das situações críticas que nós estamos analisando. Nesse recorte temático, estamos avaliando a efetividade da implementação de políticas territoriais, e, ao mesmo tempo, pensando na construção de um repertório de cenários com o auxilio dessa produção de informação geográfica”, acrescentou Maria de Fátima Tavares.

Durante a reunião técnica, a equipe da área de Expansão Urbana e Uso da Terra apresentou dados sobre os últimos vinte anos da Estação Ecológica de Águas Emendadas e do Parque Nacional de Brasília, destacando questões como os incêndios e a estruturação urbana na AMB de forma associada a situações de risco, considerando condicionantes de longo prazo de vulnerabilidade ambiental e socioespacial.

“Na inter-relação da possibilidade de participação da sociedade local e de atuação junto da gestão nas situações críticas é que devemos pensar os nossos procedimentos. Exatamente por isso contamos com a participação de vários atores no Projeto Brasília 2060, objetivando a construção de estratégias de melhoria das condições de vida locais, um dos propósitos centrais da nossa área temática”, finalizou Maria de Fátima.

Para mais informações sobre o Workshop da área de Expansão Urbana e Uso da Terra, entre em contato com a equipe do Projeto Brasília 2060, por meio do telefone: (61) 3217-6365. Ou acesse a área de Fale Conosco no site do Projeto.

 

Post Relacionados

Os comentrios esto fechados.

« »